Detento é econtrado morto na Máxima; quarto caso só neste mês

Um detento ainda não identificado foi encontrado morto no fim da tarde deste sábado (28), na Penitenciária de Segurança Máxima de Campo Grande. A confirmação foi dada pelo secretário estadual de Justiça e Segurança Pública, José Carlos Barbosa.

De acordo com o secretário equipe da perícia está no local para levantar as causas da morte, porém, informações extraoficiais dão conta de que a vítima tenha tido morte natural, já que o detento enfrentava complicações por causa de uma doença.

Outras mortes

Desde o começo do mês, é a quarta morte em unidades prisionais. No dia 5 de janeiro, o interno Makanaky Nobre dos Santos Nascimento, 26 anos, foi encontrado morto em um dos banheiro do pavilhão 2, na Penitenciária de Segurança Máxima de Campo Grande. Ele cumpria pena por tráfico e estava na Unidade há 20 dias.

Ainda na madrugada do dia 5 de janeiro, Adonias da Silveira Felipe, de 33 anos, foi assassinado por detentos de uma cela ‘vizinha’. Nove presos teriam serrado as grades da cela 413 e também as grades de acesso ao corredor, e foram até a cela 408, onde Adonias estava com outro detento.

No início da tarde de 12 de janeiro, Cristiano Carvalho de Mello, de 29 anos, foi encontrado morto em uma cela do Presídio de Segurança Máxima de Naviraí, município distante 359 quilômetros de Campo Grande. Ele estava com uma corda enrolada no pescoço.

No dia 13 de janeiro, Júnior Cesar Franco Pietro, de 41 anos, foi encontrado morto na Penitenciária de Segurança Máxima de Campo Grande. Ele estava na Unidade desde abril de 2016 e conforme a polícia, indícios dão conta de que ele foi ‘suicidado’ por outros detentos.

MidiaMax