O Hospital do Câncer (HC) de Dourados, inaugurado há pouco mais de um mês, pode deixar de atender por falta de recursos. Administrado pelo Hospital Evangélico da cidade, o local estaria sem repasses por parte da mantenedora e sem como manter o custeio das despesas.

Não há dinheiro para medicamentos, pagamento de funcionários, impostos e honorários médicos. Os salários estão atrasados desde dezembro. O diretor do HC, Mário Eduardo Rocha, afirma que a dívida do hospital já chega a R$ 800 mil, referente aos pagamentos dos meses de setembro, outubro e novembro do ano passado.

Rocha também conta que o local precisa de aproximadamente R$ 400 mil para seguir atendendo até fevereiro, sendo o valor destinado para pagar dívidas com fornecedores e parte dos salários.

O diretor explicou que o Hospital Evangélico deveria repassar mensalmente cerca de R$ 360 mil, já descontados equipamentos adquiridos por parte do Hospital Evangélico ao HC. Ele também diz que os medicamentos estão no fim, e terá que parar os atendimentos por isso, já que os bancos não estão mais dando crédito para o hospital.

Não houe sucesso na tentativa de localizar a direção do Hospital Evangélico de Dourados para flatr sobre a atual situação.

Fonte: Dourados News