Aos 14 anos, Elvson Silva quase abandonou o futebol, mas reuniu forças para continuar e perseguir seu sonho após diálogo com o pai sobre R9

A presença de Ronaldo no último dia da Batalha das Quadras foi marcante. Com olhos brilhando, os jogadores escutavam cada palavra dita pelo Fenômeno. A manhã daquele domingo de sol vai ficar marcado para os meninos, em especial, para o meia Elvson Silva, dos Galácticos F.C. A história de superação e de insistência do baiano de 19 anos lembra momentos da carreira do maior artilheiro de todas as Copas. Aos 14 anos, Elvson jogava nas divisões de base do Bahia. Seu sonho era virar profissional e continuar jogando futebol. Porém, o destino lhe pregou uma peça. Com a chegada de empresários, ele acabou sendo mandado embora. Naquele momento, estava sem clube e desacreditado. Pensou em desistir, e foi aí que buscou apoio na família. – Quando fui dispensado, quis desistir do futebol. Arrumar um trabalho, sei lá. Mas, meu pai foi forte. Ele me apoiou, falou para eu acreditar sempre e pediu para eu nunca largar o futebol. Disse que eu deveria seguir o exemplo do Ronaldo, seu ídolo. Não larguei o futebol por causa dele – contou o baiano.  Sem cerimônia, pegou o microfone e, na frente de todos, contou sua história. Com lágrimas nos olhos, Elvson contou o que passou, falou de sua experiência e até ‘reclamou’ com o Fenômeno por ter feito 5 gols no Bahia quando atuava pelo Cruzeiro. Por mais que tenha sido um caso pessoal, Ronaldo aproveitou o momento para dar um recado aos jogadores. (Assista ao emocionante momento do encontro de Ronaldo com os meninos no vídeo ao lado.)

Vja o Video

Elvson se emociona ao falar com Ronaldo no último
dia da Batakha das Quadras (Foto: Pedro Veríssimo)