Mundo Novo (MS)- Estratégia de segurança pública que está sendo gradualmente implantadaem Mundo Novo, a Polícia Comunitária, vem recebendo atenção especial no Município, que se localiza no ponto mais extremo do sul do Estado.

Inovações como a instalação de uma sala de aula na sede do Terceiro Pelotão da Polícia Militar, destinada a abrigar as aulas de cidadania, nas quais pessoas, maiores ou menores de idade, que cometeram pequenos delitos, como dirigirem sem possuir habilitação, portar drogas para consumo ou perturbação do sossego público, assistem a palestras e vídeos educativos temáticos, como por exemplo, prevenção ao uso de drogas, crimes de trânsito, poluição sonora, preservação do patrimônio público e disciplina.

Além disso, PM agora conta três  motocicletas e um celular com três chips, que fica em poder do comandante de viatura. O celular é uma inovação e funcionará como uma linha direta entre o comandante de viatura, normalmente um sargento, e a comunidade.

O capitão PM Joeder Martins, comandante do Pelotão, explica que o aparelho foi adquirido com o objetivo de em especial, permitir o acesso dos moradores da área rural à Polícia Militar, já que dependendo da localidade em que o sitiante efetua uma ligação para o número 190, ela pode, por questões de rede telefônica, ser direcionada para Eldorado, Japorã ou Guaíra, no Paraná.

 Os números de telefone que a PM de Mundo Novo dispõe são: (67) 8208-3651 (Tim), (67) 9637-6758 (Vivo) e (67) 9196-0644 (Claro), além do telefone fixo do Pelotão que é (67) 3474-1697. O oficial diz que pessoas residentes no núcleo urbano também podem fazer ligações para qualquer um destes números a qualquer hora do dia ou da noite, além de ter a disposição o 190, que não exige créditos em celular ou cartão telefônico, no caso de orelhão, para completar ligações, pois trata-se de um número gratuito.

O estreitamento das relações entre a Polícia Militar e a comunidade de Mundo Novo, está sendo intensificado, através de visitas a empresários, líderes comunitários e religiosos, além de diretores de entidades.

Na noite de quarta-feira (27), o Conselho Comunitário de Segurança, principal  pilar de sustentação da Polícia Comunitária, é que é formado por profissionais da segurança pública e representantes de vários setores da sociedade organizada, reuniu-se com moradores do bairro Copagril.

Após a exposição da filosofia de trabalho do Policiamento Comunitário, os moradores relataram uma série de fatores que tem causado transtornos, tais como existência de terrenos baldios, imóveis abandonados, que servem de abrigos a marginais, iluminação pública e sinalização de trânsito deficientes. Encontro de jovens em que o som de veículos é ligado em volume excessivo, também tem incomodado os moradores.

Todas as reclamações foram anotadas e serão encaminhadas oficialmente aos responsáveis pela solução da situação. No dia dez de abril, os moradores do Bairro Vila Nova,  receberão os membros do Conselho Comunitário, onde serão debatidos os problemas de segurança daquela região e suas possíveis soluções.