Policia CivilDurante o primeiro semestre do ano de 2015 foram elaborados 974 (novecentos e setenta e quatro) Boletins de Ocorrência (BO´s), instaurados 183 (cento e oitenta e três) Inquéritos Policiais (IP´s), sendo relatados e encaminhados ao Poder Judiciário 186 (cento e oitenta e seis) inquéritos.

Foram elaborados também 225 (duzentos e vinte e cinco) Termos Circunstanciados de Ocorrência – TCO, relativos a crimes de menor potencial ofensivo (ameaças, lesão corporal leve, vias de fato, difamação…), os quais foram encaminhados ao Juizado Especial Criminal e 54 (cinqüenta e quatro) procedimentos relativos a menores infratores.

Quanto aos procedimentos envolvendo crimes de Violência Doméstica contra mulheres previstos Lei “Maria da Penha”, foram atendidos 77 (setenta e sete) casos entre crimes de lesão corporal, ameaça, vias de fato e etc.

Neste semestre aproximadamente 70 (setenta) pessoas foram presas em flagrante delito, resultando na apreensão de drogas e armas de fogo bem como na recuperação de veículos com ocorrência de furto/roubo em outros estados.

Apesar do aumento do número de homicídios, todos os casos estão sendo devidamente apurados, sendo que do total de 05 ocorrências (incluindo Japorã e Mundo Novo), em 03 delas os autores já foram identificados e quanto aos outros 02 sem autoria ainda definida as vítimas possuíam antecedentes criminais ou problemas com a justiça.

Também foram fechados alguns pontos de vendas de drogas, com a prisão de 13 (treze) pessoas envolvidas com o tráfico de entorpecentes, sendo retirado de circulação no período mais de 33 Kg de “maconha”, 21 Kg de “crack” e mais de 1 Kg de “haxixe”.

No total 22 (vinte e dois) mandados de prisão foram cumpridos no semestre de referência.

Várias ações de caráter repressivo foram realizadas periodicamente, todas em conjunto com os policiais militares, sendo efetuadas rondas no sentido de se coibir roubos, furtos e demais delitos que resultaram na apreensão de 08 (oito) armas de fogo e 12 (doze) veículos recuperados.

Os servidores da Delegacia de Polícia Civil de Mundo Novo/MS, agradecem a todos os órgãos da Segurança Pública local, bem como ao Poder Judiciário, o Ministério Público e a imprensa regional, que não medem esforços para que o objetivo comum seja alcançado, qual seja a proteção da população mundonovense.