DSC_0946Mundo Novo (MS) – O Comissário Wigberto Duarte Orella, que recentemente foi empossado  no comando Departamental (estadual) da Polícia Nacional de Canendeyú, recebeu na manhã de quarta-feira (19), a visita do Tenente da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul Gelton de Santana, comandante do Terceiro Pelotão PM de Mundo Novo.

Acompanhado pelos policiais Jadir Haverroth (Subtenente) e Nilson (Sargento), o Tenente fez questão de parabenizar o Comissário Duarte Orella por ter sido promovido a comandante da Polícia Paraguaia e lhe agradecer por ser um dos responsáveis direito pelo estabelecimento da parceria informal iniciada há três anos entre a Polícia Nacional Paraguaia e as forças de segurança que atuam em Mundo Novo.

O trabalho conjunto possibilitou  a recuperação de diversos veículos que haviam sido furtados ou roubados no Brasil. A Polícia Paraguaia também fez a detenção em seu País de vários marginais foragidos da justiça brasileira, como foi o caso do chamado “Maníaco das Redes Sociais” e do suspeito de ter matado um policial militar em Itaquiraí. Esta semana, uma motoneta Biz roubada em Mundo Novo foi “repatriada” pelos paraguaios, que tão logo foram informados do fato, saíram à caça do veículo e dos ladrões.,

O Comissário disse que pretende dar continuidade ao belo trabalho em conjunto, pois entende que toda a comunidade fronteiriça ganha com este tipo de ação e disse que a intenção é ampliar a parceria.

Já o Tenente fazendo menção ao bom entrosamento com os paraguaios disse que “estamos presenciando em Mundo Novo, aquilo que até recentemente era uma utopia, pois quem no Brasil poderia acreditar que um dia, veículos roubados em nosso País e levado ao Paraguai, seriam devolvidos, assim como foragidos do Brasil seriam capturados dentro do Paraguai. Os resultados até aqui obtidos mostram que o estreitamento das relações institucionais já é algo sacramentado e deve ser levado as demais localidades”.

Vários temas relacionados à segurança pública de ambos os Países e estratégias de combate a criminalidade foram discutidos no encontro, sendo que de imediato ficou definido que os policiais militares e civis de Mundo Novo, juntamente com os colegas paraguaios irão integrar um grupo único de aplicativos de celulares para agilizar a troca de informações a respeito de veículos e pessoas suspeitas.