Secretário de Desenvolvimento Econômico, Anderson Francisco e lideranças de Itaquiraí que definiram a demanda de cursos reivindicados ao Sebrae para 2016
Secretário de Desenvolvimento Econômico, Anderson Francisco e lideranças de Itaquiraí que definiram a demanda de cursos reivindicados ao Sebrae para 2016
Secretário de Desenvolvimento Econômico, Anderson Francisco e lideranças de Itaquiraí que definiram a demanda de cursos reivindicados ao Sebrae para 2016

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo da Prefeitura de Itaquiraí, protocolou junto à diretoria regional do Sebrae/MS, o pedido de implantação do Programa Agente Local de Inovação (ALI). A solicitação foi feita em conjunto com a Associação Comercial e Industrial de Itaquiraí (ACIITA), pela importância que o programa tem no sentido de fortalecer os micros e pequenos empreendedores.

De acordo com a proposta do ALI, o objetivo é promover, viabilizar e disseminar a cultura da inovação na micro e pequena empresa, visando resultados e soluções que elevem a competitividade da mesma, nas áreas de gestão de produção, produtos e marketing. “A execução do programa ALI em nosso município contemplará exatamente uma vacância que identificamos no setor do comércio de Itaquiraí. Aliás, esta seria a principal demanda existente para o ano 2016”, justifica o secretário de Desenvolvimento Econômico, Anderson Francisco da Silva.

CURSOS

Em outro documento protocolado junto ao Sebrae/MS, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico apontou a relação de cursos almejados para 2016. “Esta reivindicação é baseada especificamente na demanda existente no município. Aliás, a definição sobre os cursos é o resultando de um amplo debate que fizemos com as participações das principais lideranças do comércio, dentre eles, o presidente da Aciita, Paulo Henrique Meira, e de outros setores diretamente interessados. Foi assim que confirmamos a falta de mão de obra especializada nas áreas da Construção Civil, Comércio e Agronegócio”.

Continuando, Anderson Francisco explicou que foram reivindicados cursos para a Construção Civil (elétrica e metalúrgica), para área do Comércio (Oficinas SEI, cursos de gestão financeira, marketing, vendas, inter-relacionamento de pessoas, formação de gerentes/líderes, inovação, e empreendedorismo). “Encerrando a planilha de cursos almejados para 2016, reivindicamos para o Agronegócio cursos no setor de produção, gestão e comercialização”, antecipa o secretário de Desenvolvimento Econômico de Itaquiraí.

Ao comentar a intervenção do Município junto ao Sebrae para a instalação do programa Agente Local de Inovação e com vistas à realização de cursos em 2016, o prefeito Ricardo Fávaro destacou a importância dos empreendimentos de organização e de qualificação. “Precisamos de instrumentos que fortaleçam os negócios e, sobretudo, dos cursos para que os postos de trabalhos abertos sejam preenchidos com pessoal qualificado de Itaquiraí e não seja preciso importar mão de obra”, observou o prefeito ao avalizar a iniciativa da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo.