12472685_1242925009055776_3999725351941898846_nPoliciais Militares lotados no Terceiro Pelotão de Mundo Novo desmantelaram na madrugada de quarta-feira (13), uma quadrilha de ladrões de origem paraguaia que iriam praticar roubos a veículos na cidade localizada no extremo sul do estado. Tudo teve início quando os militares desconfiaram da atitude de dois jovens que estavam sentados em um dos bancos da Praça Oscar Zandavalli, localizada na área central do Município.

Após revista pessoal, em que nada de irregular foi encontrado, os policiais localizaram em uma mochila pertencente a um deles, duas camisetas, uma blusa de couro e um boné. Eles afirmaram que estavam em Mundo Novo para trabalhar na colheita de mandioca, porém entraram em contradição. Um dos indivíduos confessou que estavam no Brasil para roubar uma caminhonete e que seus outros dois comparsas estavam perambulando pela região central de Mundo Novo em busca de potenciais vítimas.
Eles informaram onde haviam escondidos as armas, sendo que tanto os dois revólveres de calibre 38, quanto as dezoito munições foram apreendidas e levadas ao Pelotão da Polícia Militar. Policiais militares passaram a monitorar o local, para tentar prender os dois meliantes, que iriam buscar as armas, porém decorrido um longo percurso de tempo, a dupla não foi ao local.

Diante disso, os policiais mundonovenses, que contaram com a ajuda de colegas paraguaios para identificar os envolvidos, passaram a monitorar a BR 163, possível rota de fuga dos bandidos, que foram localizados cerca de sete quilômetros do núcleo urbano. No momento da abordagem, os dois tentaram fugir para o País Vizinho, porém, após adentraram um matagal alguns metros, foram capturados.
Levados à Delegacia de Polícia, foi descoberto que um deles tem contra si, mandado de prisão expedido pela Justiça Paraguaia, devido à prática de diversos delitos, enquanto que o líder da quadrilha, um jovem de 22 anos de idade, saiu recentemente de uma penitenciária paraguaia, após cumprir cinco anos de prisão, devido ao fato de ter matado um policial naquele Páis. Eles confessaram o roubo de uma caminhonete Chevrolet S-10, pertencente a uma dentista na cidade paranaense de Terra Roxa, distante cerca de 50 quilômetros da fronteira. O quarteto foi encaminhado à Cadeia Pública de Mundo Novo, onde permanecem à disposição da Justiça.