plantão-policial-Tailandia3Um morador do bairro Vila Nova, em Mundo Novo, registrou boletim de ocorrência ontem (23) contra uma mulher que foi flagrada montando uma armadilha em casa para capturar uma cadela. O cão foi encontrado com um anzol perfurando sua boca.

De acordo com o registro policial, quando chegava em casa, o denunciante viu a cadela na rua, com um anzol na boca. Ele foi até o animal, retirou o anzol, cuidou e medicou o cão.

Informado de que o anzol era resultado de uma armadilha feita por uma senhora que mora próximo à sua residência, o homem foi até à casa da acusada para perguntar porque ela havia feito tal maldade contra o animal.

A mulher respondeu dizendo que havia feito uma armadilha para “pegar um lagarto e retirar a banha”.

Mais tarde, neste mesmo dia, dois netos da mulher foram até à casa do homem que cuidou do cão e o questionaram para saber porque ele tinha ido à residência da avó para indagá-la sobre a armadilha que ela tinha construído. “Por que se preocupar com uma cachorra de rua?”, disseram. “A cachorra não é sua, você não tem que se doer”, alegaram os netos da autora.

Preocupado com a situação, o homem foi à delegacia de Mundo Novo informar o caso. A ocorrência foi registrada como prática de maus tratos contra animais.