Promotoria Eleitoral de Mundo Novo realiza ações preventivas e fiscalizatórias durante as Eleições

Mundo Novo (MS) – Após semanas de intensas atividades da Campanha “Voto Vendido, Futuro Perdido” na 33ª Zona Eleitoral (ZE), que abrange Mundo Novo, Japorã e Eldorado, no último dia 2 de outubro, as eleições transcorreram sem registro de incidentes graves.

Segundo o Promotor de Justiça Eleitoral Moisés Casarotto, a Campanha “Voto Vendido, Futuro Perdido” foi amplamente divulgada nas três cidades da 33ª ZE, com entrega de panfletos nas ruas, adesivagem de veículos, palestras em escolas, entrevistas nas rádios, divulgação em redes sociais e na imprensa escrita, inclusive divulgação na aldeia indígena Porto Lindo, em Japorã.

image9150

Além da campanha, foram realizadas ações concretas de fiscalização pelo Ministério Público Eleitoral, especialmente diligências com as Polícias Civil e Militar nos dias anteriores à eleição, com revistas de carros e pessoas, fiscalização dos postos de combustível e investigação de denúncias, sendo que, a partir de uma denúncia e, em cumprimento de mandado de busca e apreensão requerido pelo Ministério Público, foram encontrados mais de 112 mil reais e uma arma de fogo na casa de uma pessoa ligada a candidatos de Japorã.

No dia do pleito, o Ministério Público Eleitoral, com apoio de policiais, prendeu em flagrante uma pessoa pelo crime de “boca de urna”, conduziu uma pessoa na posse de mais de R$ 2 mil reais, possivelmente para compra de votos, que estava ao lado de um local de votação, bem como mais duas pessoas que estavam em uma van na linha internacional, voltando do Paraguai, com listas de eleitores e “santinhos”, além de vistoriar vários táxis paraguaios na linha internacional para coibir o transporte ilegal de eleitores.

image9148

Ao final da eleição, o Promotor Eleitoral Moisés Casarotto agradeceu a adesão da população à campanha, a colaboração das forças de segurança, a dedicação dos servidores e estagiários do Ministério Público e da Justiça Eleitoral, bem como a colaboração dos Promotores de Justiça Pedro de Oliveira Magalhães e Bianka Machado Arruda Mendes, que auxiliaram na divulgação da campanha e no dia do pleito.

Texto e fotos: Promotoria de Justiça de Mundo Novo