CampoGrandeNews
Rafael dos Santos é acusado do crime (Foto: Reprodução/Facebook)
                                                                                Rafael dos Santos é acusado do crime

                                                                               (Foto: Reprodução/Facebook)

Nislaine Colman Benites foi morta pelo ex-marido (Foto: Reprodução/Facebook)Nislaine Colman Benites foi morta pelo ex-marido (Foto: Reprodução/Facebook)

A médica Nislaine Colman Benites, 31, assassinada a tiros na manhã de hoje (14) em Ponta Porã, a 323 km de Campo Grande, tinha acabado de chegar ao posto de saúde do Jardim Marambaia, onde trabalhava.

De acordo com informações da polícia, Nislaine tomava café na cozinha do posto quando viu o ex-marido, o corretor de imóveis Rafael dos Santos, 35, chegar ao local com uma arma na mão.

Ela chegou a correr até o consultório, trancou a porta, mas Rafael teria disparado um tiro na fechadura e depois atirou várias vezes em Nislaine, que morreu no local. Ele teria usado uma pistola calibre 380 para cometer o crime.

Ao deixar do local, o acusado derrubou o capacete. Mesmo assim, fugiu em uma moto cinza. Imagens de câmeras de segurança do posto ajudaram a polícia a identificar o criminoso.

Médica do ESF (Estratégia Saúde da Família), Nislaine foi enfermeira antes de se formar em medicina. Ela era filha do vereador de Ponta Porã Marcos Bello Benites (PSDB), reeleito neste ano. O delegado Patrick Linares, do 2º Distrito Policial, conduz as investigações.