27/06/2022
Mais

    MPF pede suspensão de divulgação de pesquisa com indício de irregularidade em Mato Grosso do Sul

    O Ministério Público Federal move ação pedindo suspensão da divulgação de uma pesquisa de opinião para o governo do estado de Mato Grosso do Sul, que havia sido registrada no dia 4 desse mês e divulgada no dia 8, no TSE (Tribunal Superior Eleitoral), sob o número MS- 0600053-21.2022.6.12.0000, pelo Instituto Ranking Brasil.

    O Instituto Ranking Brasil é responsável por mais de 50 pesquisas realizadas em Mato Grosso do Sul, todas pagas pelo próprio Instituto, com o custo total de R$ 452.000,00, além de todas serem assinadas pelo mesmo estatístico, Augusto da Silva Rocha. O profissional é investigado pela participação na elaboração de pesquisas fraudulentas em vários estados do país.

    No parecer, a Procuradoria Eleitoral acrescentou na decisão de impugnação da pesquisa eleitoral um pedido para que o Insti

    Curta o Conesul

    Relacionados