MUNDO NOVO - MS
19/05/2024
Mais

    Receita Federal de Mundo Novo apreende 2,2 toneladas de maconha em fundo falso de caminhão

    Mais Lidas

    Ao todo, 2,217 toneladas de maconha foram descobertas em um fundo falso na carreta de um caminhão, apreendido por tentar adentrar o país por um ponto de fronteira não alfandegado com pneus importados.
    A retenção do veículo remonta à madrugada do dia 18 de fevereiro deste ano, um caminhão de placas paraguaias foi flagrado ao entrar no território nacional, de modo clandestino, através de estrada vicinal que liga o Brasil ao Paraguai, em assentamento irregular, próximo ao posto fiscal Leão da Fronteira em Mundo Novo/MS. A abordagem ocorreu na BR 163, na altura do KM 6. Inicialmente o que chamou a atenção das autoridades foram os pneus novos, aparentemente fruto de importação irregular.
    Durante entrevista, o condutor do veículo, um cidadão paraguaio de 32 anos de idade, alegou ter sido contratado para adentrar o território nacional brasileiro com o veículo vazio, de forma clandestina, evadindo-se dos controles aduaneiros. Segundo ele, o destino era a cidade de Guaíra-PR, onde carregaria com tomate ou cebola e retornaria ao Paraguai. Dadas as circunstâncias da ocorrência, bem como a falta de comprovação da aquisição dos pneus no mercado nacional ou sua regular importação, o veículo foi retido para averiguação.
    Durante o processo de verificação, finalizado nesta segunda-feira (15), os agentes descobriram um compartimento oculto na carreta do caminhão, onde estavam acondicionados os pacotes de maconha. A droga estava escondida sob o assoalho da carreta. Foram encontrados 2217Kg de maconha avaliados em cerca de R$4,434 milhões. Considerando o valor do veículo de R$ 120 mil, o prejuízo dos traficantes foi de R$4,554 milhões.
    As autoridades da Receita Federal em Mundo Novo trabalham junto com as forças de segurança para localizar os responsáveis pelo transporte ilegal. Após os procedimentos de registro, a carga e o veículo serão encaminhados à Polícia Federal para os devidos desdobramentos legais.
    É importante destacar o modus operandi do tráfico de drogas na região, que opera recrutando pessoas para transportar substâncias ilícitas do Paraguai para o Brasil, muitas vezes sem o conhecimento dos transportadores sobre o conteúdo real da carga. Outro ponto de destaque é a existência de assentamento irregular na região fronteiriça, lar de famílias que enfrentam condições de vulnerabilidade socioeconômica e que muitas vezes são alvo de aliciamento por traficantes.

    FONTE: Site Ponto da Notícia

    Mais Notícias

    spot_img

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Últimas Notícias