Estação de Tratamento de Esgoto de Itaquiraí. Obra foi construída há 11 anos mas continua desativada
Vereador Felipe denuncia desperdício de dinheiro público em obra inacabada e abandonada pela Sanesul

Felipe Kopper protesta na Câmara contra desperdício do dinheiro público e cobra solução das autoridades-

 O presidente do Legislativo de Itaquiraí, Rui Felipe Kopper (PMDB), usou a Tribuna Livre para protestar contra o desperdício do dinheiro público. Ele denunciou que há mais de 11 anos foi construída em Itaquiraí uma E.T.E. (Estação de Tratamento de Esgoto), porém, nunca foi ativada pela falta de licença ambiental para o funcionamento.         

Felipe relata que foram cometidos erros grosseiros, pois, para a construção houve a permissão ambiental. Posteriormente, o setor responsável condenou a construção. “Para negar a autorização de operação, apontaram que a estação de esgoto foi construída em área de nascente. Mas uma alta soma de recursos foi gasta. Tudo isso, tendo a Sanesul como responsável, porque é a empresa que detém a concessão para implantar, executar, explorar, enfim, gerir os serviços de água e esgoto em nossa cidade”.

Antes de apresentar um requerimento endereçado à Sanesul, cobrando explicações, Felipe Kopper verificou as obras da estação de esgoto que estão abandonadas na rua Santo Caobianco. E constatou que os equipamentos mecânicos componentes do sistema de tratamento e que foram deixados no local já não existem mais.

“O que resta da obra física está se transformando em ruínas. Mas, como morador desta cidade, como contribuinte e, principalmente, como legislador, não vamos permitir que continue como está. Uma rede de esgoto também foi implantada com capacidade para 87 ligações domiciliares. Porém, não existe nenhuma casa ligada à esta rede justamente pela falta da estação de tratamento de esgoto. Enquanto isso, as famílias continuam utilizando meios paliativos, como as fossas sépticas para destinação do esgoto domiciliar. É preciso resolver urgentemente este problema, por isso, estamos encampando esta luta para que uma providência seja tomada. Se não haverá possibilidade de ativar esta estação, então, que os responsáveis pelo problema definam uma nova estação de esgoto. Como está não pode ficar”, afirma Felipe Kopper.

Para dar praticidade às denúncias, o presidente do Legislativo está acionando a Sanesul para que apresente explicações e, principalmente, uma solução para o caso. Também fez registro fotográfico do local e, se não obtiver resposta da Sanesul, vai provocar o Ministério Público Estadual, por entender a importância que a ativação da estação de tratamento de esgoto representa para a saúde pública.

“Para cada um real aplicado em saneamento básico são três reais economizados com a saúde. Mas, infelizmente, neste caso, como não aconteceu a ativação da estação, ocorreu um enorme desperdício do dinheiro e a saúde está sendo sensivelmente prejudicada, por isso,  vamos cobrar a responsabilização dos culpados pelos danos causados ao erário público”, sustenta o presidente Rui Felipe Kopper.

Ronney Minella

Felipe em vistoria à estação de esgoto de Itaquiraí, localiza últimos equipamentos deixados no local
Felipe em vistoria à estação de esgoto de Itaquiraí, localiza últimos equipamentos deixados no local
Felipe mostra rede domiciliar de esgoto destampada e desligada por falta da Estação de Tratamento
Felipe mostra rede domiciliar de esgoto destampada e desligada por falta da Estação de Tratamento