Fonte: Cone Sul em Foco
Fonte: Cone Sul em Foco

Polícia Civil através de investigação prendeu Vilmar Marques Acosta, ex-prefeito de Ypehu, cidade paraguaia que faz fronteira com Paranhos (MS). Conhecido como Neneco, o foragido da justiça do departamento de Canindeyú, teria sido o mandante do duplo homicídio, que ceifou a vida do jornalista Pablo Medina e sua assistente Antonia Almada. Neneco também está sendo investigado por utilizar documentação brasileira e paraguaia.

Medina foi assassinado junto com Antonia quando viajavam em um automóvel em uma estrada do departamento de Canindeyú.

A única sobrevivente do atentado é Juana Ruth Almada, irmã da jovem assassinada, que viajava no mesmo veículo e relatou o acontecido.

A região de Canindeyú é uma das principais produtoras de maconha do Paraguai, que tem como principal mercado o Brasil.

Medina vinha denunciando essas atividades e o suposto envolvimento de alguns dos políticos locais com o narcotráfico.

O Delegado Regional de Policia Civil, Dr. Claudineis Galinari, responsável pelas investigações no Brasil, relatou que Neneco foi apresentado a Polícia Federal de Naviraí, e deverá ser transferido para a capital do estado, Campo Grande.

Essas são as informações preliminares, assim que hajam novos detalhes serão publicados imediatamente.

Fonte: Cone Sul em Foco