A força da enxurrada abriu uma cratera no asfalto, interditando o tráfego na MS-160.

site_a39ddf68430fb60ef87a8386002bbe80A forte chuva registrada na madrugada dessa terça-feira, 24 de novembro, destruiu a pavimentação e bloqueou o acesso à cidade, em Tacuru.

A força da enxurrada criou uma cratera na Rodovia MS-160. A erosão, registrada próximo a entrada da cidade, no trecho da via que liga a sede do município a junção das rodovias, MS-156 (Tacuru/Amambai) e MS-295 (Tacuru/Iguatemi), interrompeu o tráfego no único acesso pavimentado a sede do município em Tacuru.

Para chegar à cidade e consequentemente a cidade de Sete Quedas, que fica na fronteira com o Paraguai, os motoristas tem que pegar um desvio por uma estrada de terra de aproximadamente 2,5 quilômetros.

Em contado com a reportagem do A Gazetanews o diretor regional da Agesul, o engenheiro civil Stefano de Brida, informou que equipes do órgão já estiveram no local realizando levantamentos, mas uma ação efetiva para recuperar o trecho danificado da rodovia só será possível quando parar de chover.

Tem chovido muito em toda a região.

Erosão ameaça casas em Tacuru

O mesmo volume de água que destruiu a rodovia provocou uma espécie de avalanche.

A enxurrada seguiu pelo leito de um pequeno riacho que margeia a cidade, provocando desmoronamentos.

Um dos desmoronamentos avançou sobre uma residência situada às margens do córrego, tragando um galpão onde funcionava uma oficina e vários carros, uns antigos mas outros em perfeitas condições, que estavam no local, também acabaram arrastados.

Segundo moradores da região, pelo menos duas casas da localidade, uma pertencente ao próprio dono da oficina, Olegário Nogueira e ou de uma vizinha ameaçam ser engolidas pela cratera.

O temporal também destruiu pontes e interrompeu acesso a assentamentos e a propriedades rurais em todo o município.

12250167_905772226139454_1814513713538960173_n