O  vereador Wagner Correia ( Vava do PSC) pediu aos demais parlamentares municipais de Mundo Novo, o apoio para viabilidade do Senar/MS – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, ofertar o Curso Técnico em Agronegócio. O Curso é realizado em outros municípios  sul-mato-grossenses, proporcionando o  desenvolvimento do agronegócio nas diversas regiões do Estado.

Conforme o edil o curso  na modalidade semipresencial, a qualificação totaliza 1.230 horas/aulas, sendo 80% disponibilizadas no ambiente virtual e 20% por encontros nos polos presenciais de apoio.

Vava lembrou no uso da Tribuna Livre da sessão da Câmera Municipal na noite de segunda-feira 05,  que o projeto tem o  aval  do  Sindicato Rural (Patronal) através de seu presidente  Edison Pontelli .

Destacou o repasse do Estado ao  Senar de 02% para contemplar o meio  rural, formatando os recursos através de cursos;  sendo sinalizado pelos responsáveis de cursos do Senar, em visita a Campo Grande pelo vereador  a  probabilidade da conquista,  a partir de interesse da classe política e rural de Mundo Novo.

O Curso de Técnico em Agronegócio formará   120 profissionais  ao longo de dois anos, para atuação em  diversas áreas do setor rural, direto e indiretamente.  Com o curso o Sindicato Rural, poderá contar com equipamentos de auxilio, por exemplo: computadores, que contribuirá  para outros cursos, além de potencializar o ‘Sindicato Patronal’.

 

Projeto Odontológico Pingo D água:

Conquista dos vereadores Vava (PSC e Nilva Ramos (PRB) o Projeto Pingo D água do Senar/MS  estará realizando  em Mundo Novo procedimento odontológico para 330 pessoas com atendimentos em extração, restauração de resina, aplicação de flúor, entre outros. Serão três semanas em um ônibus adaptado, a partir do dia 24 de junho. As pessoas interessadas devem procurar os vereadores para o cadastramento.

 

Ar-Condicionado:

O vereador Vava, solicitou enviou de requerimento  a Secretaria de Educação para explicação da conclusão de instalações dos ares-condicionados conquistados na gestão anterior para Escola Municipal Carlos Chagas, com os  recursos há mais de 16 meses, e a compra sendo realizada somente no  mês de abril/2018, sendo  mais de 70 dias sem utilização.  O vereador ressaltou de ser propício no segundo semestre, mais ainda no final do ano com clima mais quente, sugerindo para as  instalações neste intervalo que não haverá aula. Vale lembrar que as demais escolas públicas, que são estaduais, já estão contempladas.