Mundo Novo organizou uma reunião técnica na manhã desta quarta-feira (24), na Câmara Municipal, com a Ferroeste e vários órgãos para solicitar que o município receba um Terminal de Cargas Intermodal.

A Ferroeste é uma empresa criada em 1.988 e que tem em seu projeto a expansão de ferrovia com ligação de Maracaju até Paranaguá.  São mais de 1.200 quilômetros e uma economia de cerca de 30% no custo da exportação.

Organizada pelo Governo de Mundo Novo – em parceria com a Câmara Municipal, Associação Comercial (Acimn), Conselho de Desenvolvimento (Codemn), Receita Federal e Uems – a reunião foi uma oportunidade para apresentar o potencial do município para sediar o Terminal.

O diretor-presidente da Ferroeste, André Luis Gonçalves, o coordenador geral do GT Ferrovias (grupo de trabalho dos dois estados), Luis Henrique Fagundes, e o assessor da Semagro (Secretaria Estadual de Produção), Lucio Lagemann, elogiaram a organização do evento e apontaram que estudos técnicos devem definir o local. Edinei Nunes representou o Paraguai, explanando sobre a Lei Maquila. José ‘Casé’ Gomes, representante regional do Governo do Estado, também participou.

Várias autoridades municipais se fizeram presentes. O prefeito Valdomiro Sobrinho, vice Rosária Andrade, vereadores Kaudi Filho, Gildo Amaral, Richardson Prates, Eliete Tell, Gesse Ferreira, Jader Moreira, presidente e vice da Acimn, Ivan Klaus e Júlio Lucca, secretário municipal de Indústria e Comércio, Marcos Eustáquio, gerente da Uems/Mundo Novo, Leandro Marra, e inspetor-chefe da Receita Federal Thiago Hering.

Texto: Jandaia Caetano/Semcos

Fotos: Carina Yano/Semcos