Se condenado poderá pegar pena de dois a quatro anos de prisão.

Dois caçadores, de 31 e 45, foram surpreendidos por Policiais Militares Ambientais de Naviraí, que trabalham na operação Hórus, na noite de sábado (08), quando se dirigiam para a prática de caça ilegal, com armas e munições ilegais, em uma estrada vicina, nas proximidades do perímetro urbano.

Uma equipe da PMA que realizava fiscalização na região e abordaram em um veículo Fiat Uno que conduzido por Antonio de 45 anos e que tinha como passageiro Alex de 31 anos, ambos moradores em Naviraí.

Durante vistoria no porta-malas do veículo foi encontrada uma munição calibre 28, de arma de fogo. Os homens negaram ter armas, porém, no compartimento do motor do carro foram encontradas duas armas de caça e 14 munições. Foram apreendidas uma espingarda calibre 28, marca CBC, modelo 651, e outra calibre 36, marca Boito modelo dois canos. Ambas as espingardas não tinham documentação, bem como as munições.

Os dois homens confessaram que iriam para uma caçada na região e, além das armas foram apreendidos outros materiais, como: cordas, laço de cabo de aço, lanterna, facões e sacolas plásticas para colocar a carne dos possíveis animais abatidos. O motorista do veículo afirmou que o material pertencia ao passageiro, o qual estava com roupa camuflada e assumiu realmente ser o proprietário.

O infrator dono das armas e munições ilegais, recebeu voz de prisão e foi encaminhado à delegacia de Polícia Civil de Naviraí, onde ele foi autuado em flagrante por porte ilegal de arma e munições. Se condenado poderá pegar pena de dois a quatro anos de prisão. O veículo também foi apreendido.

O outro caçador também foi para a delegacia, mas não havia praticado ainda o crime de caça e não houve como responsabilizá-lo. A caçada então acabou frustrada.

 

Fonte: Jornal do Conesul