Nesta terça-feira (25), a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) retoma a produção de vacinas da Oxford/AstraZeneca contra a Covid-19. A fabricação tinha sido interrompida na última quinta-feira (20) por falta do ingrediente farmacêutico ativo (IFA).

 

No fim da tarde de sábado (22), a Fiocruz recebeu mais uma remessa da matéria-prima da China. A quantidade deve ser suficiente para fabricar cerca de 12 milhões de doses. Isso significa que a produção da vacina está garantida até a terceira semana de junho.

 

Atualmente, a AstraZeneca e a CoronaVac são as duas únicas vacinas do Programa Nacional de Imunizações (PNI), do Ministério da Saúde, produzidas no Brasil. A vacina da Pfizer, que também é aplicada no país, é importada dos Estados Unidos.

 

Fonte: Ponto da Notícia