Operação “pente fino” da Receita Federal no Posto Fiscal Ilha Grande. Com o objetivo de verificar a regularidade das mercadorias adquiridas no Paraguay, agentes da Receita Federal comandados pelo auditor fiscal, Guilhermo Cardozo, realizaram uma super blitz na Br 163. Todos os veículos, sem exceção, que circulavam pela rodovia foram vistoriados. Guilhermo comentou que “todos podem comprar no Paraguay, desde que, declarem as compras que excedam os 300 dólares permitidos por lei. Se acaso, os compradores não declararem o excesso, quando forem parados para a verificação, perderão as mercadorias adquiridas, que serão consideradas produtos de contrabando”. Continuou, informando que existem mercadorias que são totalmente proibidas de entrarem no Brasil, como por exemplo, suplementos alimentares, partes e peças de veículos, munições, armas e drogas. Outra coisa, muito importante, que todos deverão ter em conta, é que essas blitz serão rotineiras.  Fonte César Galeano