A Receita Federal e a Polícia Federal deflagraram nesta segunda-feira (18/1) a “Operação Parajás” em Mundo Novo, Mato Grosso do Sul, na fronteira com o Paraguai. O objetivo da ação de repressão é combater as organizações criminosas que atuam no contrabando, principalmente de cigarros, na região, levando em consideração o recente atentado sofrido pelos servidores da Receita Federal em Mundo Novo/MS.cbc18dc10558d756dcd42ab75ac4e287

Servidores da Receita Federal de várias regiões do País e equipes da Polícia Federal realizarão rondas, patrulhas e barreiras fixas durante os próximos trinta dias, podendo estender-se por tempo indeterminado. A Polícia Rodoviária Federal também participará em apoio durante todo o período da operação.

A operação acontece menos de uma semana após criminosos dispararem contra servidores Receita Federal em Mundo Novo, inclusive com fuzis, após apreensão de carga milionária de cigarros contrabandeados. A carga, aproximadamente 1.250 caixas de cigarros estrangeiros, foi avaliada em 3 milhões de reais. O veículo transportador, com fortes indícios de adulteração, foi avaliado em 300 mil reais. Durante a ação, nenhum servidor foi atingido.

O nome da operação remete à mitologia ameríndia Tupi-Guarani, parajás são figuras que representam a honra, o bem, e a justiça.

Fonte: Regional MS