A Polícia Federal (PF) deflagrou nesta quarta-feira Operação Research para combater fraude criminosa que desviava recursos públicos que eram destinados para a Universidade Federal do Paraná (UFPR). Ao todo, 73 mandados são cumpridos em três estados, entre eles oito em Mato Grosso do Sul.

Conforme apuração da PF, em ação conjunta com a Controladoria Geral da União (CGU) e Tribunal de Contas da União (TCU), pessoas que não tinham vínculo com a universidade receberam bolsas com recursos que deveriam ser destinados para docentes da instituição. A fraude ocorreu entre os anos de 2013 e 2016.

As bolsas eram divididas em três tipos: auxílio a pesquisadores, bolsas de estudo no paáis e bolsas de estudos no exterior. Para que o esquema funcionasse, pelo menos dois servidores federais estariam envolvidos. Ambos, segundo a PF, foram presos.

Em Campo Grande, equipes da PF buscam cumprir quatro mandados de prisão temporária e dois de busca e apreensão. Em Maracaju são cumpridos um mandado de busca e outro de prisão temporária.

Todos os detidos serão encaminhados para superintendência da PF em Campo Grande e deverão ser ouvidos em Curitiba, sede da investigação.