Aos 101 anos, o norte-americano John Motes se formou no ensino médio na semana passada. Ele deveria ter se formado em 1933, mas por conta de um problema de saúde, foi forçado a abandonar a escola.

Mesmo sem diploma, Motes trabalhou como engenheiro da Força Aérea Americana e serviu na Segunda Guerra Mundial.

Segundo a mulher de Motes, Bettye, o idoso sempre foi muito inteligente, mas nunca teve a oportunidade de ser formar.

Na cerimônia de formatura, Motes não quis tratamento especial. Ofereceram a ele a chance de ser o primeiro a pegar o diploma, mas o idoso pediu para que seguissem em ordem alfabética.

Quando chamaram seu nome, Motes foi aplaudido em pé por todos os presentes, principalmente no momento em que recebeu o diploma.

Quem pensa que Motes quer parar no primeiro diploma, se engana. Ele planeja ingressar na Universidade do Sul do Alabama (University of South Alabama) para estudar música.