O coordenador de habitação de Mundo Novo Cesar Mariano da Mata, esteve fornecendo esclarecimentos aos vereadores em reunião na manhã de segunda-feira 23, na Câmara de Municipal, relatando a situação das 32 famílias que ocuparam um terreno dividido em duas quadras, 35 e 36 no Bairro Universitário, há mais de três anos, que seria destinado ao programa de Habitação da Agehab.
 
Conforme o presidente da Casa de Leis, Gildo Amaral (MDB) a motivação principal da reunião foi para alternativas que possibilitem a regularização das casas populares que se encontram em entrave de titularidade, principalmente aos que estão há mais de 15 anos na espera do titulo definitivo do imóvel. “A reunião foi importante para buscar uma forma ágil para regularização dos imóveis e fornecer segurança aos seus moradores, que tem expressivo investimentos”.
O coordenador de habitação revelou que aproximadamente 1500 cadastros realizados na espera das casas populares, em reposta aos vereadores.