Em “Café com o produtor” Prefeitura de Itaquiraí apresenta o sucesso dos capins capiaçu e kurumi

Prefeito Ricardo Fávaro destaca incentivo do Governo Municipal à bacia leiteira e no apoio ao agricultor familiar na busca de soluções para alimentação do gado no período das secas. Foto: Guiomar Biondo

O Projeto “Top 10” da Prefeitura de Itaquiraí, implantado pela Secretaria Municipal de Agricultura e Pecuária através de parcerias com a Embrapa Agropecuária Oeste de Dourados e Du Campo, realizou o dia de “Café com o produtor”. No evento, no último dia 4 de março, os idealizadores do projeto apresentaram os resultados do capim capiaçu e kurumi, após 120 dias de cultivados.

O prefeito Ricardo Fávaro Neto e o presidente da Câmara de Vereadores, Varley Fávaro, dois entusiastas do projeto, prestigiaram o encontro realizado na propriedade do agricultor familiar da reforma agrária, Luiz Félix, do lote 435 do Assentamento Indaiá. Também participaram, dentre as lideranças, o secretário municipal de Agricultura e Pecuária, Ivanir Vieira – Vani, o Coordenador local da Agraer, Adriano Schuffner, Representante do Sicredi Leandro Gubert, e diversos representantes de empresas colaboradoras do projeto.

Para 70 convidados, líderes de associações dos assentamentos, produtores de vacas leiteiras e de gado de corte oriundos das regiões do Santo Antônio, Sul Bonito, Guassu, Lua Branca, Indaiá, Indaiá Represa, Tamakavi e Santa Rosa, foram feitas as apresentações dos bancos de mudas, mostrando o ótimo desenvolvimento da planta. Na mesma ocasião, os idealizadores aproveitaram para testar uma máquina de silagem que simultaneamente embala o produto em fardos de 25 kg.

“Fizemos a avaliação pública dos capins capiaçu e kurumi e, juntos, constatamos o excelente desenvolvimento que ocorreu em 120 dias, desde o plantio feito em cinco bancos de mudas instalados em Itaquiraí”, explica Marcio Mansani, da Du Campo. “Reunimos os produtores e comprovamos o sucesso que é produzir estas cultivares como opção de alimentação para o gado, principalmente, visando o inverno, período de seca. Portanto, a Prefeitura de Itaquiraí está buscando alternativas para minimizar o impacto negativo da sazonalidade de chuvas, e estamos sugerindo o capiaçu e o kurumi como opções”, disse o prefeito Ricardo Fávaro Neto.

“O grande problema realmente é o período da seca. Produzindo o capiaçu ou o kurumi, que apresentaram excelentes desenvolvimentos nos solos de Itaquiraí, o produtor poderá fazer a silagem e embalar o pasto para alimentar o gado no inverno. Este método é bem mais barato e as pesquisas comprovam que estes capins têm rendimento em torno de 35 por cento maiores que outras cultivares”, comentou o secretário de Agricultura, Ivanir Vieira, o Vani.

“A Prefeitura está incentivando os agricultores familiares, produtores de leite, fazendo investimento nestes cinco bancos experimentais. Para isso, contou com a parceria da Embrapa. Agora, já estamos programando para meados de agosto próximo, a distribuição de mudas para os produtores que quiserem ingressar neste Projeto Top 10”, anunciou Márcio Mansani, técnico do projeto, durante o “Café com o Produtor”.

“Mas, é preciso um mínimo de planejamento para que o alimento esteja pronto na época e na quantidade necessária. O importante é que o Município está apoiando e orientando o produtor, principalmente de leite, a se preparar para garantir a alimentação do gado durante o ano inteiro”, frisou Mansani ao elogiar a decisão da Administração “Itaquiraí no caminho certo” em incentivar a bacia leiteira em mais este projeto. “Essa é a mão amiga do pequeno produtor rural”, acrescentou Vani ao comemorar os resultados apresentados aos agricultores familiares.