Não havia sinais de violência aparente no corpo da vítima

Wanderlei Clovis de Oliveira Barros de 61 anos morreu na noite deste domingo (2), no IPCG (Instituto Penal de Campo Grande). Ele chegou a ser levado para a enfermaria do presídio, mas já estava morto.

Segundo informações do boletim de ocorrência registrado, o agente penal policial da penitenciária foi chamado pelos outros detentos por volta das 21h37 da noite deste domingo (2), quando começaram a bater grades e gritar por socorro.

Quando chegou ao pavilhão 1 cela 5 percebeu que Wanderlei estava desacordado, sendo socorrido e levado para a enfermaria do presídio. O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi acionado e constatou a morte do detento, que aparentemente não tinha sinais de violência no corpo.

Colegas de cela disseram que Wanderlei começou a passar mal dentro da cela. Não há informações se ele tinha algum tipo de doença ou se tomava remédios controlados.

 

Fonte: Midiamax