Os vereadores aprovaram e segue para sanção do prefeito Valdomiro Sobrinho o projeto de Lei 06/2021 de inciativa do Legislativo, com autoria do vereador Gildo Amaral, aos  portadores de fibromialgia, para que estejam na classificação de pessoas especiais, nas filas preferenciais destinadas as pessoas acima de 60 anos, gestantes, as lactantes e as pessoas acompanhadas por crianças de colo, e possam sem dispensadas dos locais de trabalho, quanto nos serviços públicos ou privados, em período que apresentarem alguma anormalidade e decorrência a enfermidade, em que requisitarem munidas de laudo medico. O não cumprimento ao projeto de Lei poderá acarretar em multas,valendo somente no  Município. .

Fibromialgia é uma doença reumatológica que afeta a musculatura causando dor. Por ser uma síndrome, essa dor está associada a outros sintomas, como fadiga, alterações do sono, distúrbios intestinais, depressão e ansiedade.

Por se tratar de uma doença recém-descoberta, a comunidade médica ainda não conseguiu concluir quais são as causas. Na maioria as mulheres, na faixa etária entre 30 a 55 anos, possuem maior sensibilidade a dor do que as pessoas que não são acometidas por ela, em virtude de o cérebro dos doentes interpretar os estímulos à dor de forma exagerada, ativando o sistema nervoso por inteiro.

A fibromialgia é, portanto, uma condição clínica que demanda controle dos sintomas, sob pena de os fatores físicos serem agravados, exigindo a necessidade de uma combinação de tratamentos medicamentosos e não medicamentosos, em virtude de a ação dos medicamentos não ser suficiente.

Conforme o vereador Gildo Amaral, 1º secretário do Legislativo, que consultando a legislação de diversos município, foi verificado que muitos vêm adotando medidas que visam dar melhores condições de acesso aos serviços da comunidade às pessoas diagnosticadas como portadoras da síndrome de fibromialgia e, neste sentido, têm editado leis que asseguram à estas pessoas o direito de atendimento preferencial nas filas nos mesmos moldes do que já é assegurado aos idosos, gestantes e deficientes.

Ainda segundo o edil, necessário dispensar atendimento prioritário aos portadores dessa enfermidade, a fim de minimizar o seu sofrimento.