Edson dos Santos Bonfim (22 anos) e Lucas Silva Pimental (20), acusados

Na tarde de ontem, dois suspeitos foram presos e autuados em flagrante, como acusados de serem envolvidos no tentado a tiros contra o agente penitenciário Enderson Antônio Bogas Severi, 34 anos, ocorrido por volta de 7h, em Naviraí. Eles são Edson dos Santos Bonfim (22 anos) e Lucas Silva Pimental (20). Os outros dois que estavam juntos continuam foragidos.

O atentado ocorreu a cem metros da Delegacia Regional da Polícia Civil. Em estado grave, mas consciente, o agente penitenciário foi atendido inicialmente na Santa Casa da cidade e foi depois encaminhado para Dourados, com quatro perfurações à bala, nas áreas hepática e estomacal, alem de um quinto tiro que acertou o braço.

Câmeras de segurança instaladas próximas ao local gravaram o momento em que o garupa de uma das motos atirou no agente penitenciário. Em seguida, as duas motos fugiram juntas.

NA UTI

De acordo com o presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários de Mato Grosso do Sul, André Santiago, Enderson Severi passou por cirurgia no Hospital Evangélico, em Dourados, e foi levado para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

“A informação do doutor Humberto, diretor clínico do Hospital Evengélico (HE) de Dourados, é que cirurgia terminou e o paciente foi para a UTI. Está entubado e controlado. Teve lesão no fígado, baço, intestino e pâncreas. São lesões graves”, afirmou.

Segundo ele, os médicos informaram que é preciso esperar algumas horas para ver como Severi vai reagir no pós-operatório, pois as primeiras 48 horas são essenciais para a sobrevivência do paciente.

Santiago disse que Severi agente perdeu o baço e os dois tiros que atingiram a região do tórax atravessaram o pulmão. O fato de os tiros terem atingido essa região agravou a sua situação de saúde dele.

Fonte: SulNews